Fale conosco

O que vc está procurando?

Revista Atrevida

Celebridades

Dia da Visibilidade Trans: Nick Cruz conta que se sente privilegiado, mas quer ver “mudança real”

dia-da-visibilidade-trans:-nick-cruz-conta-que-se-sente-privilegiado,-mas-quer-ver-“mudanca-real”

Dono dos singles “Então Deixa” e “Até de Manhã”, artista trans comenta sobre a data

Natural do Espírito Santo, Nick Cruz fez sua estreia musical com o lançamento do single “Até de Manhã”, lançado pela Warner Music, gravadora responsável por sua carreira.

O clipe da música, que mistura a voz pop do artista com batidas funk – bem no estilo Brasil – já possui mais de 800 mil visualizações no YouTube. “Eu acreditava que ia ser um sucesso”, disse ele em entrevista exclusiva à Atrevida. 

+++LEIA MAIS: Confira tudo o que já sabemos sobre o novo EP da Selena Gomez

“Foi muito satisfatório ver que um primeiro trabalho com a gravadora já deve um resultado bacana. Desse resultado, algumas outras pessoas dentro da comunidade trans me procuram para depositar carinho“. 

O sucesso de “Até de Manhã” foi seguido pelo lançamento de “Então Deixa”, single de Nick que foi divulgado no início do ano. 

Para este novo trabalho, Nick, que é um homem trans se consolida como um nome do pop brasileiro para ficar de olho. “Eu gosto de transitar entre os ritmos e as melodias e o pop me oferece isso”, contou Nick. Ele também revelou que se inspira em grandes nomes do pop internacional, como Justin Timberlake e Britney Spears.

+++LEIA MAIS: Com influência de Larissa Manoela, Ágatha anuncia carreira de cantora; saiba mais!
 

Quando perguntado sobre a importância do Dia da Visibilidade Trans, Nick conta que se sente privilegiado por ser um artista com visibilidade em um dos países que mais mata pessoas trans no mundo. 

De acordo com dados divulgados pelo Trans Murder Monitorin (“Observatório de Assassinatos Trans”, em inglês), divulgados em novembro do ano passado, 124 pessoas transexuais foram mortas no Brasil nos primeiros meses de 2020. Com isso, o país permanece no topo do ranking dos mais violentos para essa população pelo 12º ano consecutivo. 

+++LEIA MAIS: EXCLUSIVO: Joshua Bassett fala sobre 2ª temporada de “HSM: The Musical” e diz que quer visitar o Brasil

Me sinto mais privilegiado de ser uma pessoa trans no país que mais mata trans de estar em uma posição de artista, com uma gravadora incrível“, disse. “Queria sentir uma mudança real no resto do ano, não só pra mim mas para todo o restante da comunidade”, deseja Nick. 

Mais notícias para você

Música

Novo projeto do girlgroup estadunidense chegou nesta sexta-feira (9)

TV e Séries

Atrevida conversou com o ator sobre os desafios de atuar em outra língua

Celebridades

O cantor compartilhou uma foto de sua nova tatuagem de pêssego no pescoço e chamou atenção de sua mãe O lançamento de “Justice”, novo álbum...

Celebridades

Os cantores foram vistos juntos na festa de comemoração dos 15 anos de “Hannah Montana” e se envolveram em boatos de suposto affair A...